domingo, 29 de junho de 2008

Celva: nunca fui, mas promovo

Apesar de sempre estar prometendo minhas visitas ao Celva, ando meio ocupado para fazê-las. Faculdade bem nos dias da reunião, então...
Mas agora sem aulas, vou firmar um compromisso de aparição em pelo menos uma das reuniões desse mês.
Só que o objetivo aqui não é dar desculpas ou fazer promessas. O negócio desse post é divulgar o novo blog do projeto, agora no domínio que eles já tinha e com um glorioso design que acredito ser das mãos do Pelica.
A novidade: agora eles recolhem dízimos e ofertas (Google Adsense na barrinha do lado direto).
Não deixem de conhecer e participar também!

Abraços ao grande extraterrestre.

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Exorcisando a música ruim

Em uma iniciativa não lá muito nova, mas ainda sim, muito legal, o Palavrantiga (com os músicos rebeldes da Heloísa Rosa) colocou as músicas do primeiro EP no Last.fm. As faixas estão na íntegra e com certeza vale o nosso preciosíssimo tempo. Músicos bons, letras profundas e com aqueles riffinhos de guitarras que indicam que eles gostam de U2 e/ou Coldplay.

Você também pode dar um suporte à boa música, comprando o EP para carregar pra cima e pra baixo no seu "delicado" Ai Fone: no site da Farol Music por 5 reais.

Dominados pelo espírito de porco

Mais um clássico na minha biblioteca: A Revolução dos Bichos, George Orwel.


Ricardo incorpora o mal e recebe espíritos caipiras

Além de quebrar o pau comigo, a manifestação ainda contou com entidades caipiras tocando ao seu ouvido: Jon Foreman e Derek Webb.



MuteMath possuído, pela boa música

Prévias do tão esperado novo album do MUTEMATH:



MUTEMATH Studio Vlog: 175 BPM

O programa do capeta (6): zOnA dA RefOrmA

Sem papas na língua, o programa 6 do Zona da Reforma. Não sei se vocês percebem , mas alguém notou uma saia justa?

Não deixem de acompanhar e assinar o canal no YouTube.



zOnA dA RefOrmA # 006

terça-feira, 24 de junho de 2008

Stuff Christians Like 3: Livros com pessoas na capa

O Jon quase não leu Guerra e Paz, do Liev Tolstói, porque não tinha uma foto dele na capa. Não há como negar que cristãos gostam de livros com a imagem do autor estampada na frente.

Como regra geral os escritores sempre vão estar sorrindo, mostrando aspectos do encantado mundo cristão.

Na versão abrasileirada do post do Jon, vemos a amada Ana Paula Valadão, sorridente na capa de seu bestseller, Adoração Diante do Trono.

Os mercenários do Hillsong me denunciaram como pirata

Alguns de vocês sabem que ando fazendo umas traduções e publicando alguns vídeos no meu canal no YouTube. Tudo ia muito bem, até que um belo dia o pessoal da Hillsong Church me denunciou como um pirata, graças ao vídeo da turnê deles que eu postei no meu canal.

Eu já não estava gostando da banda a tempos, mas depois dessa atitude mercenária, eu realmente perdi o pouco gosto que ainda me restava.

Traduzi vários vídeos ultimamente: Jars of Clay, Leigh Nash, Derek Webb e Andrew Peterson. Nenhuma denúncia, pelo contrário, recebi até incentivo com divulgação no canal do Andrew.

Já o Hillsong, com toda gentileza conseguiu me fazer excluir o vídeo deles, o que fiz com muito prazer, alegando violação de direitos autorais.

Apesar do cabelo cheio de pomada e da menina dos lábios carnudos, eles ainda estão na idade da pedra quando o assunto é web.

Estive a falar que as coisas na igreja fora do Brasil eram diferentes, mas vejo que tudo provém do mesmo saco, infelizmente.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Stuff Christians Like 2: Ler que "o amor é paciente" em casamentos

Se você é cristão, e vai se casar, isto é um pré-requisito. Se você não ler 1 Coríntios 13, alguns convidados com certeza não virão. A importância desse versículo em casamentos é tão grande quanto você soltar fogos depois de um jogo do Corinthians X Time da esquina. Se o Time da Esquina ganhar você vai ensurdecer a vizinhança com festanças que você não daria nem que o seu time do coração, o Palmeiras, fosse o vitorioso.


Vila La Vida na frente do Prédio da BBC

Sim, pessoal. Eu ainda estou meio abobalhado com esse novo álbum. Essa música é o toque do meu despertador, e tem sido muito agradável acordar com ela.

É experimental, épico... Já prestou atenção como essa música pulsa como as batidas do coração? E o violino não parece o sangue a correr por nossas veias!

Sinta:

sábado, 21 de junho de 2008

Stuff Christians Like 1: Misturar dizeres cristãos em marcas populares

Que ironia! Uma das nossas coisas favoritas é pegar idéias seculares e mesclar valores cristãos nelas. No exemplo ao lado, pegaram a logomarca da Adidas e fizeram o trocadilho "Add Jesus" (como no Orkut, adicione Jesus à seu círculo de amigos). Aqui estamos fazendo o mesmo: pegamos a idéia do famoso site stuff white people like,e a adaptamos para os cristãos.

Essa é uma versão em português da idéia criada por Jon. Sarcástica e com humor sutil. Como ele disse, pode soar meio ofensiva, mas não passa de pura sinceridade com a fé dele, que também é a nossa.

Alguém tem um exemplo de um trocadilho do tipo, em português?

Stuff Christians Like, em Protuguês

Estive conversando com o Jon ( eu o chamo Jon porque acho que o nome dele não é Prodigal), e ele gentilmente deixou que eu traduzisse os posts do seu genial projeto: Stuff Christians Like.

Trata-se de um blog em lista, que fala de comportamentos cristãos com muito bom-humor e uma boa dose de ironia.

A partir de hoje você vai encontrar aqui, na categoria Stuff Christians Like, posts que vão ser causadores de boas risadas.

Então vamos ao trabalho!

I'm very thankful, Jon. I think that your work will be welcome to my friends from Brazil and Portugal.


domingo, 15 de junho de 2008

A hipocrisia que nos aprisiona

A restrição de um indivíduo a um determinado grupo é a proximidade em que ele está da hipocrisia. Outro dia me perguntaram na faculdade o que eu era.
Poderia ser falso o bastante para admitir que sou um protestante.
Poderia ainda acrescentar um "com certeza", ou para ser mais dissimulado ainda, um "graças a Deus". Mas eu preferi ir pelo caminho que muitos definem como "a vergonha do evangelho": não me defino como nada, mas acredito em Jesus e não, na forma como ele é apresentado.
Já pensou como uma definição acrescenta uma enorme barreira entre os nossos relacionamentos? Se eu me defino como evangélico estou a entregar o meu testamento de perseguidor da virgem Maria. Eu sei que não é assim, mas aí está outro aspecto nas etiquetas: elas vêm, quase sempre, acompanhadas de uma conotação pejorativa.
Todo ser humano têm suas necessidades. Se eu me trancar junto com a minha ideologia, em seguida estarei abrindo as portas para a minha hipocrisia. Estarei pregando contra aquilo que gosto, ou contra o que preciso.Nossa humanidade não tem a tendência de regredir o número de necessidades: sempre somos levados a querer mais.
Talvez eu seja um protestante, mas vejam só, crio em seguida o meu deus pessoal! Cristo não é o bastante, preciso adorar a minha ideologia, preciso levar adiante a "mensagem de Lutero". Quanto mais amplo é o grupo no qual me incluo, menor a quantidade de barreiras que afastam as pessoas de mim.
Uma única definição destruirá os muros que separam os nossos países imaginários com sua leis particulares: somos humanos. Necessitamos de uma redenção. Carecemos do Cristo que nos define como seus amados filhos. Problemáticas e insaciáveis crianças!

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Tradução: Deliver Us com Derek Webb

Essa música me pareceu estranha à primeira vista. Soava como alguma daquelas coisas que o Toque no Tomate anda cantando por aí mas, eis que a redenção vem nos últimos versos da letra de Andrew Peterson, grandiosamente interpretada por Derek Webb.


Deliver Us com Derek Webb e legendas em português

domingo, 1 de junho de 2008

Rock e violino com o Article One



Longe das grandes paradas de sucesso das rádios cristãs americanas, Article One faz rock cristão raiz, com letras de conteúdo cristão explícito (?), com muita originalidade.
Para começar o vocalista da banda, Nathan Piche, empunha um violino, enquanto canta. Músicas melódicas e bonitinhas, carregadas de conteúdo espiritual, nada muito "hillsonguístico" (do tipo levanta a mão, ou dê um pulinho e uma voltinha).
Só música cristã e pronto! Na linha de Third Day e Audioadrenaline, com pitadinhas de crises existenciais a la Jars of Clay.
O nome da banda é inspirada no Artigo 1 da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
A banda canadense lança agora o segundo trabalho, Colors and Sounds, um EP que pode ser ouvido na íntegra pelo MySpace.
Até agora, melhor novidade cristã de 2008. Chega de regravações entendiantes!