sexta-feira, 25 de julho de 2008

Blogueiros cristãos na Zona

Próxima segunda-feira tem gravação do Zona da Reforma em São Paulo, com blogueiros. Se alguém quiser saber os detalhes e participar, não deixe de visitar o recém reinaugurado Blogosfera Cristã.

 

Só comunicando: estou trabalhando em um novo projeto e isso vai diminuir os ritmos das postagens aqui. Aguardem as novidades.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Novo DIVERSITÀ

logoRicardo inaugurou o novo DIVERSITÀ, ao estilo magazine e rodando no Wordpress (milagre).

O trabalho ficou genial e vale a pena dar uma conferida. De toda essa imensidão de internet, chega uma hora que você precisa selecionar algo pra acompanhar. O DIVERSITÀ tem que estar na sua lista.

A nova casa do Ricardo me anima a fazer mudanças também. Aguardem.

Boa semana a todos.

sábado, 19 de julho de 2008

Tommy Wallach - Blackbird by The Beatles

Para inaugurar a casa reformada com cal de parede e barro branco, um cover que gosto muito de um artista genial da geração YouTube/MySpace: Tommy Wallach.

Agradecimentos infinitos ao Ricardo pelo novo header, bonito e minimalista ao meu gosto aí em cima!

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Exposição desenhos espanhóis no MASP

No primeiro semestre da faculdade mergulhamos pelo mundo do surrealismo via Ziraldo e suas histórias plurisignificantes.
Um dos ícones desse movimento artístico é Salvador Dali (não deixe a preguiça tomar conta de você e pesquise alguma coisa sobre ele).
Hoje vou estar lá no MASP, perto das 19:00 h,  visitando a exposição Desenhos Espanhóis do século XX, que conta com alguns exemplares do Dali.
Quem quiser aparecer por lá...
Bom dia a todos.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Meu primeiro livro I

babie reading Não, não tenho contrato com nenhuma grande editora até porque nem pra blogar eu ando servindo ultimamente. Esses poucos dias de fidelidade diária às postagens deve-se ao meu tempo sem aulas na faculdade.

Já havia comentado isso, mas vou reforçar: um dos estágios obrigatórios no primeiro ano do curso de Letras, é a criação de um livro infantil.

Todo o processo que vai da capa, texto, até a ilustração é feito na raça por todo aluno.

O meu projeto andava encalhado a alguns dias mas, finalmente consegui uma ilustradora que adotou o projeto com uma propriedade que parece até ser dela! Gostei muito das sugestões da Karina, que me ajudou a ter ótimas idéias para a história. Agora tenho na mente uma imagem do livro finalizado.

O que eu posso resumir da minha história: nada... Prefiro por enquanto manter tudo em segredo.

Esse é o primeiro do que será uma série de posts contando todo o processo de um futuro bestseller.

:|

terça-feira, 15 de julho de 2008

Algumas notas musicais

Esse post é uma tentativa frustrada de imitar o Português de Portugal, deliciosamente provado em Ensaio sobre a Cegueira de José Saramago: minha leitura atual.
Não sei o que está a acontecer cá em minha morada, mas de uns dias para cá a Last.fm não está a funcionar mais. Desde o suposto ataque aos fios dos cabos da Telefonica cá em São Paulo não pude desfrutar mais os serviços de transmissão aleatória de músicas. Olha a mensagem que aparece:last_fm_sobrecarregado







Nesses momentos de desespero, apelamos para os desconhecidos serviços que fazem coisa similiar. Dessa vez redescobri o Jango, serviço de streaming de músicas aleatórias que funciona assim: tu digitas um nome de artista que admiras, em seguida o site toca músicas desse cantor, em sua maioria, e outras mais de outros músicos parecidos.
Para começares bem a empreitada, podes digitar "Jamie Cullum" no campo de artista. Tenho certeza que despertarás um gosto pelo Jazz dos jovens que continua tão bom como de seus antepassados.

jango

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Derek Webb - Wedding Dress comentado

Tudo bem é um comentário de nada...Mas como essa é uma letra aberta à interpretações, se alguém tiver um outro eu posso colocar lá usando esse recurso do YouTube. Tem que clicar no vídeo pra ver o comentário no YouTube.

 

Boa semana

domingo, 13 de julho de 2008

A graça, incompreensível graça

Pedi-os que por minha conta não acreditassem no sobrenatural. Como uma pessoa parece não manifestar o sobrenatural de que fala?

Sou frio, calculista. Minha maldade está impregnada no meu ser como uma doença que faz questão de mostrar o seus sintomas. Deliro em uma alucinação de achar que sou o certo, o que sempre tem razão, alguém que acredita que todos precisa ouví-lo.

Machuco aqueles que gostam de mim. Confundo-me nos meus conceitos, ora tão certos, ora errados, ora úteis, ora totalmente fúteis.

Tenho certeza que não sou daqui, mas gostaria de pelo menos em algum momento ter uma outra natureza que não essa que herdei na presente jornada.

Por favor amigo, não me peça para ser explícito. Só sei ser verdadeiro assim, nas entrelinhas. Sim, há uma grande e bela máscara, mas ela é totalmente necessária para que a sociedade de alguma forma aceite o monstro que há em mim, e se você identificá-lo, também em você.

O sobrenatural está aqui, mas por favor, não acredite nele por minha conta. Sou o pior dos exemplares da existência que vai além dessa carne e osso.

Uso o meu sobrenatural de forma particular e agora estou tentando me apoiar nele. Tentando entender a sua misericórdia e tentando me sentir mal. Ah como eu queria me sentir mal antes, ou talvez o tempo todo.Se assim fosse não cogitaria sair do seu belo caminho.

Nada melhor do que uma graça incompreensível para nos apoiar. Nada mais culposo do que, diante de tanta misericórdia, ainda ser o mesmo.

terça-feira, 8 de julho de 2008

Freqüentando igreja de "pastor famoso"

Freqüento a seis meses a Igreja Betesda aqui em São Paulo, comunidade pastoreada pelo Ricardo Gondim. À primeira impressão esse pode parecer um post de membro puxa-saco, mas só algumas evidências já lhe tirarão a idéia da cabeça:

  • Fico vários cultos seguidos sem ir e não fico com a consciência pesada
  • Até pouco tempo não participava de nenhum grupo ou projeto da igreja. Só dava meu dinheiro pensando ser o suficiente
  • Não freqüentei o curso de novos membros: oficialmente (se é que isso muda alguma coisa) não sou um "betesdense"

Essas são algumas das coisas que afastarão esse post de uma carta em defesa de Gondim e seus projetos. Só quero dizer porque escolhi freqüentar a Igreja Betesda depois da minha crise existencial "igreja é tudo igual":

  1. Na Betesda encontrei várias pessoas como eu: humanos rabugentos em busca de melhorar sua convivência com as pessoas
  2. Na Betesda há alguns sujeitos, como eu, que peregrinaram por vários locais e econtraram uma maneira aconchegante de refletir sobre o sentido da vida naquele lugar
  3. Ricardo Gondim não fala muito do Deus europeu (definição de Ed René Kivitz): o todo poderoso criador. O foco está no Deus encarnado, que revela a sua glória no nosso modo de viver a vida
  4. Ricardo Gondim não torna os momentos de contribuição constrangedores. Tem horas que eu até penso se ele está pedindo oferta mesmo ou nos convencendo a não dar dinheiro! Só sei que minha contribuição é totalmente consciente das necessidades dos projetos dali.
  5. Gondim é um pastor impoliticamente correto ( no sentido de não ter papas na língua)
  6. A igreja Betesda tem algumas coisas meio litúrgicas do tipo igreja velha que me deixam confortável
  7. Não recebo nada regurgitado. Toda a lógica do ensino é temos esse conceito, reflita sobre ele
  8. Não estamos na comunidade a distorcer a Bíblia, mas de nada adianta ter a Bíblia se isso não transforma as pessoas, se essa Escritura não salva o homem dele mesmo
  9. A igreja incomoda a maioria, isso me dá a total certeza de que estamos contra a corrente
  10. Sinto-me numa comunidade onde as coisas acontecem naturalmente. Nada de estratégias de evangeliquismo.

Isso é só um resumo que me deixa imune a qualquer comentário sobre a comunidade que freqüento. Eu estou lá e sei que isso muda não só o jeito que eu olho as coisas, mas a forma que aplico os ensinos de Jesus ao meu contexto incompleto de vida.

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Post no dotgospel: o deslumbre com a série de TV Dexter

Periodicamente os membros do dotgospel tem a missão de postar no blog do portal de música cristã. Fui convidado pela Luciana, jarsgirl, para me juntar a esse time.

Se você ainda não conhece o blog vale a pena visitar e conferir uma porção de conteúdo bem selecionado sobre vários pontos de vista.

Hoje tem um post meu que discute sobre a deturpada natureza de Dexter, personagem de um famoso seriado, e a semelhança desse comportamento com o de todos nós. Há também um post mais antigo sobre o The Strokes e a música On the other side, descrevendo situações que muito nos lembra o jeitão histérico de uma parcela dos cristãos.

Uma boa semana a todos, começando com o bom e velho e romântico rock regado a bebida dos The Strokes:

domingo, 6 de julho de 2008

Reflexões de domingo à noite I

O famoso pastor pop Perry Noble, todos os domingos após o culto, coloca algumas reflexões no blog.

Sem qualquer propósito de dar uma de pastor famoso, vou fazer o mesmo aqui na Livraria. Deixa eu tentar:

  • Domingo à noite é um bom momento para postar. Ruas vazias, silêncio sepulcral, vento gelado pela janela...
  • Ricardo Gondim declarou hoje no culto de ceia: Me pedem para que eu pare de falar da igreja U da igreja R (risos dos membros), mas não sou politicamente correto. Jesus não era.
  • Tudo depende do contexto. Creio que Gondim é politicamente correto, por exemplo, em responsabilidade ambiental ou social. Já para deixar passar as falcatruas sarcedotais... Sei que isso é bem lógico, mas gostam sempre de pegar-nos fora de contexto
  • Definitivamente a minha Livraria vai ganhar novo espaço. Espero que sejam pacientes e me acompanhem nessas mudanças
  • Fantástico (da Globo) é o que há de mais corriqueiro
  • A comida da minha mãe é melhor do que a da sua
  • Estou finalmente me integrando à membresia betesdense. Vou participar dos trabalhos infantis :)
  • Preciso de uma namorada :(
  • Deus é confortante nos mínimos detalhes.
  • Será que Ele me arranja uma namorada legal, bonita que goste de livros e música caipira?
  • Tá, não precisa gostar de música caipira.

sábado, 5 de julho de 2008

Os blogs foram ouvidos: viramos pulgas a coçar no pelo de poderosos cães

UPDATE: O amado apóstolo Ribas, removeu o post: um passo atrás na conversa entre blogueiros e autoridades soberanas sacerdotais. :(
 
 
O Papo de Teólogo, blog do Conde René, fez tempos atrás, uma belíssima obra de arte em que satirizava os chamados apóstolos e suas presepadas (somente as públicas, se me entendem).
E agora obtivemos uma resposta, que pra mim, é só um pedacinho daquilo que está por vir. Estamos a incomodar enfim!

Como é do meu interesse, vou citar aqui apenas os grandes equívocos que essa réplica trouxe em seu conteúdo humorístico. É importante que você leia a réplica antes de ler o que escrevo aqui:
  • Equívoco 1: No título diz : Assembleianos julgando e criticando ministérios.
    O post no blog do René foi escrito por uma pessoa: usar o plural "assembleianos" não se aplica ao caso.
  • Equívoco 2: A igreja, graças a Deus, não têm o dever de policiar seus membros como sugerido pelo autor do post. Diferente do que acontece em instituições mais modernosas, a responsabilidade dos atos está na pessoa, que deve prestar contas a Deus, sem intermediários. Garanto que alguém que escreve uma coisa dessas deve ser um controlador de primeira.
  • Equívoco 3: No trecho " Esta semana acessamos o site Papo de Teólogo, onde descreve-se como "Papo de Teólogo Assembleiano", falta o sujeito. A frase fica ambígua. Quem fez a ação de se descrever: o site ou o nós que acessou?
  • Equívoco 4: Blogs não são anônimos, quem quiser eu dou até o Orkut do René. Temo que ele apareça esquartejado por aí depois de revelada a sua identidade nada anônima.
  • Equívoco 5: Quer lugar melhor para réplica do que os comentários do post?
  • Equívoco 6: Igreja genuína e oficial é aquela deixada por Cristo. A instituição desse apóstolo tem umas práticas um tanto duvidosas.
Tem mais um monte de coisa errada e divertida no post que eu gastaria muito tempo para comentar. Fiquei com preguiça. Quem quiser ir ver terá bons momentos de diversão.

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Séries inteligentes para assistir durante as férias de Lost

Não sei se Lost é uma série inteligente mesmo. Se formos olhar pelo lado da abstinência de fãs como eu, ela tem lá o seu valor. Durante as férias, fãs ociosos ficam à mercê da programação ruim da TV. Então, para esses tempos difíceis, fica uma lista de séries inteligentes para essas nossas mentes de nerds não assumidos. Os "*" indicam o grau de Q.I.:

  1. House*****
  2. Dexter*****
  3. Prison Break****
  4. Pushing Daises****
  5. Supernatural**
  6. That 70's Show*****
  7. Big Bang Theory***
  8. Band of Brothers***
  9. The Simpsons*****
  10. Alguém tem mais alguma outra sugestão?
Se alguém é de São Paulo, pode me chamar pra ver série com pipoca que eu vou para discutir teorias da conspiração antecipando os roteiristas.

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Jesus: um mestre da retórica?

retórica: a arte da eloqüência, a arte de bem argumentar; arte da palavra.
Dicionário Houaiss no UOL

Jesus lançou questões à humanidade sem esperar uma resposta específica, tudo com o objetivo de nos fazer pensar.
Há muita preocupação nos pregadeiros modernos em dar respostas que não têm. Seria melhor, ao invés de dar-nos argumentos mal elaborados, que plantassem perguntas para afastar as nossas mentes de seus confortáveis universos.

Afirmo: não estou a incentivar dúvidas pertubadoras sem respostas. Penso que questões nos leva ao crescimento. Se continuarmos a receber tudo regurgitado, nossas mentes virarão um amontoado de miolos acostumados a aceitar sem processar, filtrar ou questionar. Perderemos a capacidade do discernimento. Pense como algumas coisas que estão sendo faladas em cima de tribunas, já não ultrapassaram há tempos barreiras de coerência e sanidade.

Jostein Gaarder,escritor norueguês, afirma o seguinte sobre Cristo no livro O Mundo de Sofia: *

Jesus e Sócrates já eram considerados pessoas enigamáticas no tempo em que viveram. Nenhum dos dois deixou registro escrito de suas idéias. Assim, não nos resta outra saída senão confiar na imagem deles que nos foi legada por seus discípulos. Uma coisa, porém, é certa: ambos eram mestres da retórica. Além disso, ambos tinham tanta autoconfiança no que diziam que podiam tanto arrebatar quanto irritar seus ouvintes. Para completar, ambos acreditavam falar em nome de uma coisa que era maior que eles mesmos. Eles desafiavam os que detinham poder na sociedade porque criticavam todas as formas de injustiça e de abuso de poder. No fim, esta forma de agir lhes custou a vida.

Não sou daqueles que tendem a comparar os ensinamentos de Jesus com revoluções e revoltas mas, é indiscutível que sua forma de agir influênciou não só os pobres e anônimos, como também o poder e seus representantes.

E tudo o que Ele fez: lançou perguntas. Estas batiam de frente com sistemas, dogmas e preconceitos e abriam a mente para o pensar.

O que te causa mais impacto: dizer que é necessário ser bom com o próximo, ou perguntar o que você tem feito pelo próximo? A primeira é o óbvio assimilado por osmose, a segunda é a que te expõe, que te coloca diante da situação.
Portanto, amigos, deixemos de dizer como as coisas são e comecemos a perguntar como elas devem ser.